segunda-feira, 30 de abril de 2007

FEIRA METAFÍSICA (vulgata simileminskiana)

.
.
minha lâmina sem face
descasca abacaxis, pepinos
metafísicos
abacates e cebolas

faço a xepa na feira
das idéias
: um Platão meio amassado
um Aristóteles passado (muito
bons pra sopas e caldos
variados)

almoço bom tem Descartes
enroladinho (e cozido)
Bacon frito, Hume ao ponto
Leibniz ao forno (e um bom
risoto de Spinoza
azeite a gosto, Kant
picadinho)

iguarias
acepipes
de uma dieta nobre
(a alma que não as compra
se não tiver outros cuidados
não se (des)envolve: continua
pobre – apenas rima
e se dissolve no caldeirão
dos cobres)

experimento a lâmina
na minha própria carne
para precisar seu fio
sem maior alarde
(os convivas aguardam
de olho apenas no cardápio

: o melhor sabor vem
quando sabemos o que está no prato)
.
.

Um comentário:

Disguiser disse...

Pow, achei aqui também! depois do HB não tem mais jeito...rs
e desde abril vc não posta mais,três meses pra atualizar! Tamos na área agora, os convivas aguardam o cardápio.


bJo!

Josy